11 janeiro 2005

Estado de graça

Hoje peço a voz aos pequeninos e aqui deixo parcelas de encanto:
O amor
é um pássaro verde
num campo azul
no alto
da madrugada.
Víctor Barroca Moreira -9 anos
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
O amor veste-se da cor do sol
O amor é uma paisagem de reflexo na alma.
O amor é verde como a esperança.
O amor é o carinho, a alegria, a verdade.
O amor da Pátria é lutar contra a Pátria dos outros.
O amor é alga pintada de espuma no mar profundo.
O amor veste-se de cores do sol.
O amor da mulher é a paisagem do homem.
Vítor Figueiredo - 10 anos
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
O que é um anjo?
É um homem que tem o sol pendurado atrás da cabeça.
Fernando Brás - 6 anos
É um pássaro cantador.
Pedro Naia- 5 anos
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
Os meus passos são de flores.
Eu, uma vez, pisei o sol,
mas não o magoei porque
os meus pés saõ pequeninos.
Víctor Pinho - 8 anos
XXXXXXXXXXXXXXXXX
Do livro: "A criança e a vida". Recolha de Maria Rosa Colaço

6 comentários:

Nilson Barcelli disse...

As crianças, por vezes, dizem coisas interessantes.
Basta estar atento.
Excelente ideia a que tiveste de reproduzir conceitos que os adultos dificilmente assim definiriam.
Beijinhos.

TMara disse...

É isso NILSON - conceitos k nunca construiriamos por no final nos parecerem absurdos, mas k encerram uma grande beleza no olhar. Achei k valia a pena reproduzir alguns.Bjs e ;)

Lana disse...

Realmente as crinaças....vêm tudo no nada...e nós nada em tudo como dirira alguém...palavras tao simples que dizem tanto sobre algo tao complexo como o amor.. :) ou talvez o amor se torne complexo exactamente pk é simples demais ..enfim..devagações :)

Lana disse...

*Divagações

TMara disse...

Lana ;) as crianças vêem tudo simples. Nós é k divagamos e complexificamos. Creio. Bjs e ;)

António Matos Rodrigues disse...

Já que cita Maria Rosa Colaço: Se a quiser conhecer um pouco melhor pode visitar o http://www.mariarosacolaco.blogspot.com em cujo primeiro texto deixo algumas pistas desses tempos de A Criança e a Vida.
Um abraço.
A.