04 maio 2005

Revelação (3ª parte)

REVELAÇÃO (3ª parte)
Ficaram, pais e padrinhos, sem palavras. A professora, por seu lado, sentiu um incomensurável alívio, pois apesar da vivacidade dos olhos de Maria da Luz já a si mesma pusera, em muito segredo, tal hipótese. E apesar de serem pensamentos interiores, nunca expressados, pareciam-lhe um sacrilégio pelo que começara, inclusive, a duvidar das suas capacidades de docente. Ora este diagnóstico restituiu-lhe a confiança, a força e a determinação que antes sempre demonstrara como formadora.Comentou monossilábica: “Ahhhh”.Ali ficou acordado, com os técnicos de saúde mental, a necessidade de apoio continuado à criança.Aos 11 anos já os colegas de Maria da Luz frequentavam o ciclo, continuando esta, no mesmo ano, demonstrando, volta e meia, nas atitudes e comportamentos, facetas bizarras e inquietantes que ninguém conseguia compreender. Nem nas sua razões, nem nas expressões que das mesmas fazia.Um dia foram dar com ela, num anexo do quintal, escorripichando o vinho, a aguardente e o whisky, bem como o mais alcoólico que por lá havia, em fundos de garrafas ali deixadas após a festa do décimo quinto aniversário de casamento dos pais.Inquietou-se toda a família, na qual não constava ter, alguma vez, havido tendência para as bebidas alcoólicas. De onde lhe viria esta hábito, se o teria adquirido com alguma das criadas, e se o teria há muito?Perguntas a que ninguém soube responder, nem mesmo Maria da Luz. Que não soube, ou não quis.

{a 2ª parte pode ser lida no post de 20 de Abril}

9 comentários:

Lana disse...

Ha coisas pelas quais ninguem tem culpa..gostei :)

O Micróbio disse...

E haverá uma 4ª parte?

eduardo disse...

Infelizmente, todos os dias nos deparamos com Marias e Manéis da Luz. E só eles podem responder a determinadas questões que preocupam quem gosta deles.
É um assunto bicudo, este, TMara.

Um bom dia para ti.


ps - o que é que fizeste ao template, rapariga? Reduz a imagem do "Acreditar" para não partires a coluna da direita. Qualquer coisa... estou por lá. (Oficina)

Alexandre Sousa disse...

Por um deambular um tanto perdido, até aqui cheguei. Em boa hora. Um espaço de valor e sensibilidade. Valer a pena voltar. Obrigado porestes momentos

Espectro #999 disse...

TMara, esta é sem dúvida uma bela prosa, claro está, excluindo a temática.
Só não dei uma vista de olhos na primeira parte, coisa que farei oportunamente [...] mas tanto a 2ª como a 3ª estão como estão, e muito bem. Alinho pelo mesmo discurso de alguém quando diz que Maria e Manueis da Luz .........

Eu, ao que parece, é que estou a perder clientela.
Beijocas e inté.

agua_quente disse...

Estou curiosa pela continuação da história da Maria da Luz. Qual será afinal o seu destino? Beijos

lique disse...

Já tinha lido os posts anteriores e acho que focas aqui um problema grave e que atinge muitas crianças. Mas será que a Maria da Luz tem mesmo esse atraso? Beijinhos

Menina_marota disse...

Um tema complexo... e intrigante!

Abraço ;-)

Daniel Aladiah disse...

Querida TMara
Como sabemos, um problema ainda grave no nosso país.
Um beijo
Daniel