20 maio 2005

Apontamentos do meu país de trazer no bolso - I

3-11cobra.jpg

Apontamentos do meu país de trazer no bolso
I
1 – As empresas devem milhões e milhões ao estado português. Para não ir mais longe vejamos as duas situações mais badaladas nos últimos tempos:
A empresa Grão-Pará deve 13, 2 milhões ao fisco e à segurança social (o que quer dizer que os descontos efectuados nos salários dos trabalhadores para pagamento à segurança social ficaram retidos como capital da empresa.....).


Não esqueçamos que este montante representa só a ponta do iceberg pois nos entretantos a empresa tem recebido incentivos e apoios estatais (NOSSOS), enquanto orgulhosamente não cumpre, exigindo mais ao estado (de todos nós).
Os clubes de futebol, mau grado as negociações, os planos de pagamento faseado e a afirmação certa (?) de exigência de pagamento feita pelo anterior ministro das finanças (Bagão Félix) viram o pagamento da dívida de 56,7 milhões de euros protelada (mais uma vez) para as calendas gregas, as quais (parece) irão ocorrer em Portugal no ano de 2010....


Se fizermos uma busca exaustiva poderemos ficar boquiabertos e assim permanecer, em estado de total estupefacção, com o total desrespeito das empresas no cumprimento das suas obrigações fiscais enquanto exigem ao estado mais regalias e....as obtêm.
Total destas duas (só duas) dívidas: 69,9 milhões de euros!

2 – O desemprego subiu e continua subindo mais do que avião ao descolar da pista.
7,5%!
Segundo dados do INE (instituto Nacional de Estatística) o nº de desempregados (ou como eles preferem designar: “pessoas sem emprego”) é de 412 mil, das quais 204 mil desempregados de longa duração; 106 mil desempregados há mais de 2 anos (24 meses). Na última situação verificou-se um aumento de 42,9%.
Nos desempregados há mais de um ano o aumento cifra-se nos 17,1%.

3 -Linhas de combate ao défice: na primeira linha, congelamento dos salários da função pública!
E caça ao pequeno devedor! Aquele infeliz que por trabalhar para outrem paga tudo com um palmo (ou mais) de língua de fora....

E eu que pensava que a primeira linha deveria ter como horizonte a cobrança destas mega-dívidas e um plano fiscal que as impeça no futuro, com profundas penalizações.


Por esta e por outras é que nunca chegarei a ministra ou similar.


Bem vistas as coisas, para diminuir o desemprego, vamos apoiar as empresas, principalmente as devedoras, pois são elas que criam a riqueza do país....

11 comentários:

Apenas, o cidadão disse...

excelente!
subscrevo totalmente o teu post.

isto está a caminhar perigosamente para uma revolução silenciosa. o sistema está a cair de podre.

Pecola disse...

E estou para ver quando acabarem os subsídios de desemprego, daqui a uns meses.. O país cai! A revolução está muito mais próxima do que se imagina..

O Micróbio disse...

Até parece que mais milhão, menos milhão... tanto faz! É uma perspectiva diferente do velho ditado: "grão a grão, enche a galinha o papo"!

Daniel Aladiah disse...

Querida TMara
É verdade que muitas empresas e cidadãos devem ao Estado. Mas também é verdade que o principal devedor neste país é o próprio Estado, que não dá o exemplo, que paga sempre atrasado (às vezes anos) e sem juros... Com um Estado assim, com uma população educada para ser dependente de tudo e de todos, então é difícil vermos uma saída rápida para os nossos problemas. Contudo, como sempre, prefiro ficar optimista, isto ainda há-de dar a volta, ou então vamos todos dar uma volta :)
Um beijo
Daniel

BlueShell disse...

Concordo contigo...senão...vamos de mal a poior!!!

Um beijo e um abraço apertado…
BShell

Anónimo disse...

É realmente um absurdo. E depois dizem que a SS está quase a falir. Pois...! (Carla das papoilas)

Anónimo disse...

belíssimo post! é um atentado ao bom senso saber que as grANDEs empresas e os ricaços fogem aos impostos,enquanto que o povão cada vez aperta mais os cintos. Será sempre assim e tenho muita pena de este país se ter tornado numa república das bananas.
volta sempre ao meu blog:) **

Fabi disse...

Tô atolada de trabalho. Passei só pra desejar um bom fim de semana.

Beijos.

Amaral disse...

Deixaste-me sem fôlego… E eu a pensar que o meu país ia entrar "nos eixos"…
E as grandes decisões ainda estão para vir…

Micas disse...

Excelente post TMara, subscrevo 100% o que dizes. Beijinho e bom fim de semana

Anónimo disse...

Looking for information and found it at this great site... » »