02 novembro 2004

ERA UM TEMPO DA ALMA




Carve A Tree

Era um tempo da alma.

De alma a alma o fogo
se ateou e inscreveu-se
no verde alto das
altaneiras árvores.

E foi no verde que
as almas se incendiaram
brilhando no céu,
como estrelas fugazes
e breves.

Era um tempo da alma.

Foi no verde mais verde
e no mais alto
das altaneiras árvores
que as almas se inscreveram
e incendiaram. Cintilantes
paletas de luz.


(TMara - inédito)











1 comentário:

Lexis disse...

muito bonito mater. Dá vontade de que seja primavera...