08 novembro 2004

DOS SENTIMENTOS E TUDO O MAIS ENCADEADO NAS PALAVRAS

Shy Girl ...e o medo de falar. Ainda mais o de escrever.
E no entanto o gesto suicida
de jogar para o papel os sentimentos
sem rever.
Porque afinal os sentimentos
não se podem rever e ajeitar.

O peso das palavras, do que digo,
que os outros me devolvem como um fardo
e porque o medo surge donde não espero The Thinker
e eu hesito, se mando ou não, se vai doer algures
e eu.... não quero
busco saber como se sente o outro.
E num gesto que é já revolta
meto tudo e mando. Porque se não sei
que estranho mal ando espalhando
se não sei onde firo e sangro
então, melhor é deixar correr a voz que fala
e não sei donde vem,
pois as consequências não alcanço.
Mas porque o medo existe, eu falo.
Agora de mim falando, tentando
que as palavras façam sentido e eu perceba
porque tanto perigo há em falar
dizendo o que sinto, como em calar... Zany
E assim busco
nestes pássaros loucos que voando sussuram
um som estranho
que ninguém entende.


nem eu, que os solto, em bando! Moon Email DoveEmail Origami Moon 2Email Sun 3 Email Origami

(Inédito)








2 comentários:

Anónimo disse...

Olá TMara,gostei muito deste poema. Sabes como é, gosta-se mais duns...Sintonias.
Continua. Bejs- Mário

TMara disse...

Olá @-',-- É smp bom ter notícias.
Bj