23 outubro 2005

Nostalgia (3ª e útima parte)


Posted by Picasa O que nunca se perdeu foi essa memória e a gratidão por termos vivido um tal amor, pois sei que é raro.
Que poucas pessoas tiveram, viveram ou sequer reconheceram um tal amor que por elas tenha, eventualmente, passado....


Calou-se olhando-me. Tinha os olhos húmidos. Das brisas marinhas, digo eu.
Laconicamente respondi-lhe: “compreendo-te”, esboçando um esvoaçante gesto de ternura na sua face o qual, acidentalmente, espalhou a humidade que se lhe colara ao rosto.

Sorrimos. Demo-nos um breve, cúmplice e terno toque com as mãos, olhámos o céu e ambas dissemos: «É melhor ir! Vem aí chuva grossa!»
Voltamos a sorrir agora mais soltas do que segundos antes...Soltas pelo estribilho e sua simultaneidade.
Levantámo-nos, caminhámos juntas um troço do percurso de retorno, demos um apertado abraço e cada uma regressou a casa.
Ao caminhar, agora já só, ouvia ainda o murmúrio da voz dela, ao abraçar-me, dizendo-me ao ouvido. Sabes, optei por vir morar para o Porto por tu cá estares.

Quando nos despedimos podia ter-lhe dito – eu também sinto essa saudade de vez em quando, mas não o disse porque entre nós não era preciso verbalizar certas coisas, pensamentos ou emoções.


Conhecíamo-nos muito bem. A amizade e a cumplicidade estavam lá. Intactas. Fazendo parte de nós. Tornando-nos nas pessoas que éramos.

16 comentários:

eduardo disse...

Bom dia.
Coincidência ou não, o certo é que este dia 23 tem um sabor especial também para mim. Poupaste-me a escrita. Iluminaste este meu dia.

Beijokas

lena disse...

é tudo isso, que tão bem conseguiste dizer:

"A amizade e a cumplicidade estavam lá. Intactas."

um beijo meu para este dia

lena

trintapermanente disse...

obrigada pela visita. como é que deu com a minha casa?

Karamelisses disse...

Visitem:

www.onegocio.com/lcb

e

www.nutriloja.com/lcb

Um beijinho para todos

lique disse...

Há amizades que dispensam muitas palavras. Existe um conhecimento tal que as pessoas quase se adivinham pelo olhar, pelos pequenos gestos. Um texto que nos suaviza o coração. Beijinhos, amiga

Humbertothewizard disse...

Aqueles que nunca sentiram a genuina beleza de amar, nos seus multiplos aspectos e formas, afirmam lacónicamente que o amor torna as pessoas moles e fracas. Nada mais falso. O sentimento puro e sincero que nutrimos por alguêm nos fortaleçe a alma e os sentidos. Desperta-nos para novos dias com a claridade da alegria e da luminosidade. Haverá porventura maior felicidade do que amar e ser amado, e maior regozijo de ter alguêm perto de nós que verdadeiramente demonstrou ser amigo e companheiro nas horas aflitivas da vida. Dizem os magos do pessimismo e onde tristeza mora, que o amor não passa de uma ténue memória na corrida louca do tempo. Sim, mas uma memória de um sentimento que sobrevive para lá dos liames da morte. E esta nostalgia expressa da melhor maneira esse mesmo sentir. Muitas felicidades para a TMara, e um desejo muito honesto da minha parte de boa sorte para a luta que trava por um novo ser humano, prosseguindo a defesa dos elevados valores humanos que guarda.
[Dominio dos Anjos]

A.J.Faria disse...

Tmara,
As relações de amizade são caminhos estreitos e dificeis, em que cada um tem que percorrer o seu próprio trilho. Na medida em que os obstáculos vão surgindo e sendo ultrapassados, de igual modo ela vai-se fortalecendo e tornando-se insubstituível na vida de cada um.
Umm beijinho,

Ana disse...

Um texto que li com prazer crescente!
A nostalgia de um amor perdido, mas forte e que perdura na memória.
E a amizade e cumplicidade entre duas pessoas afastadas apenas no espaço.
Gostei muito, TMara!
Beijinhos.

batista filho disse...

Os laços de uma amizade verdadeira, por verdadeira ser, fortalecendo-se com o tempo. # Te beijo, amiga.

Daniel Aladiah disse...

Querida TMara
Final carinhoso e verdadeiro...
Um beijo
Daniel

zezinho disse...

A amizade é isso mesmo, está no nosso coração saber o que o outro pensa, necessita, o bom e o mau momento está lá para o que der e vier.
Boa semana, fique bem, bjnhs zezinho

mfc disse...

Há palavras que não precisam ser ditas para serem entendidas!

Anna^ disse...

Como eu gostei destes teus últimos textos...a amizade pura é assim...permanece intacta...no matter what!

Uma boa semana Tmara

bjokas ":o)

JPD disse...

Esta tua «NOSTALGIA» está muito bem escrita e desenha muito bem o patamar superlativo da ternura que envolve a amizade.
Muito bonito.
Bjs

Zica Cabral disse...

embora sejam amores diferentes são todos extremanmente importantes. O valor do amor/amizade consegue muitas vezes clomatar a dor de outros amores perdidos e dar um outro sentido às vivencias.
Gostei muito deste conto e deste fim
beijinhos
Zica

Menina_marota disse...

Como eu gosto e possuo em mim esta nostalgia, pela Amizade, pelo Amor, peloa Afectos que se juntam em redor de mim!

Uma imagem fantástica, para palavras maravilhosas!

Grata por esta partilha. Grata por estes afectos...

Um abraço carinhoso ;)