16 junho 2005

Ficou para trás


Ficou para trás,
a casa,
parte da vida.

A janela debruçada
na duna alta
espreitando o mar
em busca de um
amanhã mais largo.

O horizonte que se curva
Caindo, a pique,
Em pingos de cristal.


Ficou para trás,
a casa.
Passado sem retorno,
sem saudade.
Pela frente, sempre,
Nova caminhada.

Ficou para trás.
A casa.
A janela.
O mar.
A duna.
O vento.
A maresia.
As brumas....

Ficaram para trás.

Em si, consigo,
levou tudo
o que ficara. Para trás.


(Por:TMara)

11 comentários:

sylpha disse...

E que consigamos sempre seguir em frente sem olhar para trás. Fecha-se uma porta...abra-se outra :)) Beijinhos

O Micróbio disse...

"Levo tudo comigo, em terra não fica nada..."... fizeste-me lembrar uma música que cheguei a cantar à volta de uma fogueira nos inúmeros acampamentos que fiz na minha adolescência. Mas já não me lembro de quem é a música e a letra...

Espectro #999 disse...

Passei momentâneamente para ver um bocadinho de vós. E gostei, particularmente, muito deste espaço. Lindo exercício poético, TMara

meialua disse...

Ha coisas que ficam para tras, e outras que vamos trazer para sempre no nosso coraçao e em recordaçoes...

Adorei o poema. Parabéns!

Desejo-te ja um bom fim de semana.
Beijos grandes*

Eva Lima disse...

Deixamos para trás, mas ficam-nos as cinzas na alma.
Belo poema.

Daniel Aladiah disse...

Querida TMara
Tudo fica irremediavelmente para trás, mas o que levamos gravado na memória, é a prova do que aconteceu conforme nós o queremos recordar.
Um beijo
Daniel

mfc disse...

Não se pode despojar assim uma pessoa.Tem que ficar alguma coisa connosco a nível sentimental, sob pena de deixarmos de sermos seres completos.
Enche-te de vida, de sonhos e voa...

Humbertothewizard disse...

Permaneceu porém, a alma e a sua força de vontade em olhar para trás de novo. Ao invés da revolta, ficou um sentimento de renovação. Construir de novo todo aquele maravilhoso mundo que ela havia edificado com tanto esforço e enorme alegria, e que perdera num ápice tão inglóriamente. È que infelizmente tudo é impermanente neste mundo. Tudo não. A nossa vontade persistente que nos motiva para realizar permanentemente aquilo que é impermanente. É sempre agradávelmente acolhedor visitar a TMara e os seus pensamentos.

Mitsou disse...

Amiga, este teu poema diz-me tanto, mas tanto, que, com um enorme sorriso de esperança to agradeço num beijo carinhoso e cheio de luz.

Pescador disse...

O que ficou para trás ... ficou à distancia de uma memória..., à distancia de um leve movimento do pescoço, que descaindo levemente, permite olhar... para o que ficou para trás, o que nos faz sorrir e aquilo que ainda nos aperta o coração... mas andamos, andamos para fazer dos passos de hoje o passos que amanhã ficaram para trás !!
Bjs doces
Pescador

ferrus disse...

Tudo o que fica para trás é presente no nosso futuro, são os ensinamentos e as recordações que nos acompanharão...tudo fica para trás, à medida que se avança e sim....há que avançar :-)))) Bjitos!!!!