17 dezembro 2004

POEMA SOBRE O NATAL

Como estamos em época de Natal deixo-vos com os melhores votos, para o resto das nossas vidas, e com o meu olhar sobre o que o NATAL significa(ria) enquanto prática diária.

Natal
É ser
É nascer
É dar-se.
Dar-se é ir de porta em porta
com uma mensagem
de flores no sorrir
e estrelas nos olhos.
Uma ponte de palavras
formada
entre ti e os outros,
construída, encontrada
entre a vida, o amor e a morte.
Natal
é seres, em cada dia,
não de ti, mas de todos.
Universo novo não planeado,
não programado,
mas vivido e amado,
num desejo constante
de ternura-dádiva,
de fraternidade.
Natal
é ser criança cada dia
em cada ventre de mulher.
Todas as mulheres TUA MÃE.


TMara

6 comentários:

Lana disse...

Bem..o natal a mim n me diz mt...mas de kualker maneira é um post nito...aproveitei ja k vim ca ver o blog e dei um saltinho pa te deixar um oi e agradecer pelas melhoras e os coments :) ** jinhus

TMara disse...

B'dia LAna. P/ mim o Natal é 1 símbolo. De fraternidade. Por isso é um acto diário ou n/ tem sentido.;)Parece k estás melhor. Espero k sim e obrigada pela visita. Tens tido mtº mimo??'Bj e ;)

R/B Estação disse...

Venho agradecer a tua visita ao meu blog.
Gostei do teu blog e este último post tá excelente.
Beijinho e Bom fim de semana.

TMara disse...

João da Cal ;) Obrigada. Bom f.s.

FataMorgana disse...

Sabes, eu queria que alinhasses numa coisa que pedi hoje por lá - se te apetecer e tiveres tempo, claro...

Gostei muito do poema de Natal! Aliás, poemas de Natal têm sempre muito "boa onda" :) **

TMara disse...

B'dia FataMorgana ;)Obrigada pelo coment. Vou ver(-te). Bjs e ;)