04 dezembro 2011

convite e desafio

Amizades

é boa a hora para escrevermos sobre a situação que se vive em Portugal, entre o desacerto das opções políticas e o sentir da larguíssima maioria dos portugueses.
Estão convidados a enviar-me poemas - escolham a forma poética - que diga do vosso olhar e sentir sobre o nosso actual quotidiano.
A partir de hoje, domingo 04-12-2011 até 17 do corrente, aguardo os vossos poemas que colocarei neste espaço aberto a todos.
Sejam bem-vindos e...cá espero os vossos contributos.


E os meu 1º contributos (acrósticos):

I.                  Crise

Confusão,
Rebuscada lógica de
Incompetentes
Servidores do povo.
Enganadores seres.



II. CRISE


Constante mar
Revolto
Indiferentes, incompetentes
Seres que nos governam
Envergonhando a memória da lusa gente.

Conceição Paulino
Porto, 04.12.2011

3 comentários:

jorge vicente disse...

porque habitamos este corpo
que sangra
que agride
que esfola

porque olhamos e deixamo-nos olhar
sem que o outro perceba
sem que o outro compreenda
sem que o toque se vivencie

porque lutamos e deixamo-nos morrer
sem que o país viva
sem que o país seja nosso
sem que haja presente que nos possa


engrandecer.

jorge vicente

Conceição disse...

amigo, o poema é colocado amanhã, em post, junto com um do J-A C.
Bjs daqui :)

Conceição disse...

amigo, o poema é colocado amanhã, em post, junto com um do J-A C.
Bjs daqui :)