09 abril 2005

A revelação



Maria da Luz

Contra a vontade dos padrinhos, que já haviam escolhido, e acordado com os progenitores, baptizá-la como Maria da Encarnação, nome da madrinha e da mãe desta, bem como de várias gerações de mulheres da família, os pais deram-lhe o nome: Maria da Luz.
Que estranhas ocorrências levaram a que os pais mudassem, repentinamente, de opinião, de nome, rompendo um acordo quase sagrado como o do nome escolhido pelos padrinhos, arriscando-se a quezília sem fim, a rompimento de relação tão antiga, de amizade, a deixarem a filha desamparada sem os padrinhos, tão cuidadosa e criteriosamente escolhidos?
Nada mais do que o olhar da filha ao nascer. Quando a menina nasceu, olhou-os, com uns olhos azuis, tão intensamente azul claro e luminosos, irradiando uma forte luminosidade para eles direccionada que até os assustou, um olhar tão interrogativo, tão racional, sobre eles pousar, vindo da recém-nascida.
Nesse mesmo momento, estáticos, ambos, os progenitores, sem trocarem palavra, ouviram ecoar nas respectivas mentes, a palavra: ”luz”. Cada um por si, sem uma troca de palavras, mas em simultâneo, concluiu ser esse o nome da filha recém-nascida e, deste modo afrontaram os padrinhos.
Depois de muitas discussões, de muitos dias e semanas, que se arrastaram por meses, sem falas entre as famílias, os padrinhos cederam. Não convencidos, mas vencidos, declararam aos orgulhosos pais aceitarem a decisão, e apadrinharem a menina, com o nome Maria da Luz, pois se ambos invocavam uma quase revelação divina do nome, no momento do nascimento da criança, quem eram eles para se continuar a opor aos desígnios de Deus. Claro! Pois que a ser uma revelação sobre um anjinho recém-nascido tinha que ser de fonte divina.
(Excerto de conto)

12 comentários:

Micas disse...

Obrigada pelo apoio. Tb não conhecia o teu espaço, já ontem dei um passeio por aqui e gostei, não consegui comentar, problemas da blogger...vou linkar.
Obrigada pelo aviso, não tinha dado conta. beijinho e bom fds ;)

lique disse...

Gostei muito do teu texto. É mesmo possível ter esse tipo de revelção sobre um recém-nascido. Alguém que traz a luz. Lindo. Beijinhos

agua_quente disse...

Que bom ter essa inspiração sobre alguém que nasce! Gostei muito de ler. Beijos

Lana disse...

que imagem L-I-N-D-A ...fiqueia rendida... ****

Apenas, o cidadão disse...

o nome de uma pessoa é bastante importante, mais do que as pessoas normalmente julgam. Aos pais cabe essa escolha e é das coisas mais bonitas no baptismo.

As tradições não são eternas, e ainda bem.

BlueShell disse...

Mas é lindo: Gostei. Jinho, BShell

TMara disse...

Micas - pormim fiquei rica. Obrigada pelo link Um destes dias tenho k actualizar os meus. Estão vários esperando entradas. Bom domingo. Bjs e ;)

TMara disse...

lique :) Esta e outras revelações. É possível! Bom domingo. Bjs e ;)

TMara disse...

água_quente -os gatos são meio telepatas; as águas murmuram encantamentos a quem as quer ouvir. Bjs e ;) ebom f.s

TMara disse...

Origada Lanita. Um bom domingo para ti. Bjs e ;)

TMara disse...

apenas, o cidadão :) concordo! Bom domingo. Bjs e ;)

TMara disse...

blueshell -muita luz e paz, smp contigo. Bom domingo. Bjs e;)