20 julho 2007

Planeta líquido


As águas alagaram o mundo
são rios, mares, oceanos…

correm
entre os pontos cardeais

colidem entre si .
enormes massas liquidas
erguem-se. Montanhas
abatem-se, esmagadoras,
sobre a terra
já inexistente e subjugada.

E TODAS AS ÁGUAS IRROMPERAM DOS HUMANOS OLHOS


10 comentários:

A.S. disse...

O rio que nasce em mim
Não tem foz onde chegar
Por não caber no berço onde nasceu
Tem um destino, uma ambição
Encontrar o mar !...
Diluir-se nessa salgada imensidão
(***)


Um beijo... e um bom fim de semana!

Ivo disse...

Your blog is very interesting!

Please, send me the photo of a your t-shirt or a your clock / watch and the link of your blog,
I' ll publish in my blog!
Thanks Ivo
EMAIL:
ivo.giulivo@gmail.com

bettips disse...

Olá Tmara: escrevi-te para o mail que encontrei. A resposta não é pressa, tanta água...Só para confirmar se recebeste...Beijinho!

Bichodeconta disse...

Bem estas imagens são de cortar a respiração, tal a beleza.. As palavras como sempre estão á altura das imagens.. Parabéns..

Amaral disse...

Planeta líquido, azul e pulsante de vida!
O olhar do homem de hoje tem que estar atento à água que o cerca...

Blueshell disse...

lindo...
bshell

maresia_mar disse...

Bjhs e bom fds, parece que é desta que finalmente vou para a praia

André L. Soares disse...

Boa noite! Belo poema. Aliás, não apenas esse. O blog todo é de muito bom gosto e os textos são ótimos. Excelentes mesmo! Depois voltarei para ler mais. Estou sempre dando um ‘passeio geral’ pelos blogs relacionados à arte, principalmente poesia e prosa. Gostei muito do seu blog, para que possa visitá-lo mais vezes. Quando puder, visite também meu blog, no endereço: [ http://poemasdeandreluis.blogspot.com ]. Grande abraço!

Bia disse...

Fica-se sem saber o que mais admirar: se as fotos, que nos parecem ter sido clicadas no seu momento mais sublime; as imagens tão bem escolhidas; ou a doçura da poesia que emana de cada texto. Na dúvida, envolvemos tudo num só olhar e deixamos que a ternura se faça no coração e perfume a alma com aromas delicados que nos fazem sentir que aqui se respira sensibilidade, consideração, e muito amor. Parabéns por teu espaço tão bem cuidado!

Deixo-te pétalas de mimosas flores e um beijo no coração, junto ao desejo de um domingo de alegria e paz.

Maria Clarinda disse...

Lindo como sempre...o rio encontra sempre o mar , e, juntos cantam canções lindas de encontro à areia....em forma de ondas.